Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Giovani Felipe Domingo, dia 27 de Fevereiro - lipelivre@gmail.com - É estudante de História na Unesc

Giovani Felipe

La casa de papel e Bella ciao

Um verdadeiro sucesso a série espanhola chamada La casa de papel, simplesmente a melhor que já assisti. Não só os personagens como o roteiro são bons, mas com uma trilha sonora que é de arrepiar. A música “Bella Ciao” que gruda que nem chiclete venho Trazer um novo debate e que junto com a série merece uma boa reflexão.

No Brasil a série comercializada pela Netflix, que está sendo exibida desde dezembro, trouxe novamente a canção de sucesso histórica italiana Bella ciao ao contexto social. Evidente que uma música histórica como essa não pode ser lembrada e simbolizada apenas por uma peça cinematográfica. Todavia, temos que aproveitar o momento e entender o contexto histórico tanto da série como da canção italiana.

Bella ciao uma música de arrepiar está inserida no contexto de luta contra o fascismo e nazismo. O fascismo era e é um mau cruel que fez unir em uma mesma causa: socialistas, anarquistas, republicanos contra essa abominação ditatorial que desrespeita as minorias com um preconceito elevadíssimo. Partigiano era então um grupo que se uniu para lutar contra o fascismo de Mussolini e contra o invasor nazista alemão. Na música a despedida para sua bella era o início da luta, que para eles era melhor morrer lutando do que viver naquela condição.

A história tem como um dos objetivos refletir e contextualizar o passado, para que entendamos que certos males não podem ser mais vivenciados. Justamente em um momento contemporâneo que aparece vários fascistas e preconceituosos com um nacionalismo elevado, que a todo momento o mais importante é desrespeitar as minorias e as diferenças, nos aparece na mídia La Bella Ciao. Mais do que nunca a resistência e os partigianos têm que florescer e lutar contro os fascistas e pela liberdade de expressão. A liberdade de expressão e de vida é e sempre será uma causa digna de se lutar.

A série la casa de papel nos faz refletir contra o sistema financeiro e econômico, que privilegia sim apenas os mais ricos. A falta de oportunidades e de políticas públicas inclusivas, faz surgir grupos marginalizados, que muitas vezes se inserem na criminalidade em busca de sua própria sobrevivência.

A história de um guerrilheiro dos partigianos, que morreu pela liberdade, que faz parte da resistência italiana e que é retratado na canção Bella ciao. Apresenta-se como a melodia que move o grupo comandado pelo professor, que também são a resistência contra o sistema financeiro e por um momento nos faz refletir e responder a melhor de todas as perguntas da série: Quem são os bons e quem são os maus?

A história nos comprova que o fascino é um mau e que se for preciso darei tchau para minha bela e lutarei até a morte, porque prefiro a morte, do que viver com essa desgraça.