Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Tuesday, 27 de March de 2018 - portalriomaina@live.com

Trânsito

Capacitação em transporte de produtos perigosos em Criciúma

Capacitação em transporte de produtos perigosos em Criciúma

Nesta terça-feira (27), a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) e a Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT) de Criciúma, participaram da capacitação ‘Legislação e Fiscalização Preventiva em Produtos Perigosos’. O treinamento foi ministrado pelo gerente de produtos perigosos da Defesa Civil do Estado, Almir Vieira, no auditório da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec).

Conforme o coordenador da Defesa Civil de Criciúma, Dioni Borba, nesta quarta-feira (28), a capacitação continua, porém, o treinamento será prático. Os órgãos participarão de uma blitz em uma rodovia do município, verificando a documentação de motoristas e veículos, podendo até gerar multas.

“A capacitação é de suma importância para a atuação e prevenção devido ao alto risco que esses produtos podem causar, entre danos materiais, físicos e ambientais. Temos que estar preparados para essas situações e conhecer procedimentos de atuação nos momentos de emergência”, destaca o coordenador.

Agentes de trânsito

Mais de 20 agentes de trânsito da DTT de Criciúma participaram da capacitação. “A fiscalização de produtos perigosos faz parte do nosso dia a dia, precisamos saber qual procedimento realizar com esses produtos. Foi falado sobre legislação, sobre leis e também foram passadas orientações de como agir em determinadas situações”, explica o gerente de Operações de Trânsito da DTT de Criciúma, Paulo Borges.

Participaram do encontro entidades ligadas à segurança, tais como: Polícia Militar, 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC), Vigilância Sanitária, Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), agentes de trânsito de Içara e agentes da Defesa Civil do Estado, Içara e Lauro Müller, Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Corpo de Bombeiros Militar de Criciúma e Araranguá, e o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

Texto: Ana de Mattia
Fotos: Divulgação/Decom

GALERIA DE FOTOS