Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Wednesday, 06 de December de 2017 - portalriomaina@live.com

Esporte

Egressa da Unesc conquista o título mundial de futsal com a Seleção Brasileira

Egressa da Unesc conquista o título mundial de futsal com a Seleção Brasileira

Balançar as redes em uma final de mundial, faltando um minuto e 36 segundos, em um clássico Brasil x Argentina, não é pra qualquer atleta. Ainda mais aqueles que usam luvas. Foi assim que Missi ajudou a conquistar a taça do Mundial de Futsal para a Seleção Brasileira. A ex-goleira e egressa da Unesc, Missiara Luiza Papst, vestiu a camisa da CFSB (Seleção Brasileira da Confederação de Futebol de Salão do Brasil) pela primeira vez na última semana. Em Balaguer, na Catalunha, ela ganhou o mundo.

A partida estava 2 a 2, até que um lance entrou para a história da Seleção. “O jogo estava disputado, as duas seleções muito bem dentro de quadra. Naquele momento a Argentina pressionava, todo o ginásio torcia por eles, era incrível de ver. No lance eu apenas chutei, a intenção era que a bola ficasse com a nossa pivô, Daiane Rocha. Quando vi a bola entrando foi um momento extremamente feliz”, conta Missi, que também foi eleita a melhor goleira da competição.

O gol de Missi deu início a vitória da Seleção Brasileira por 5 a 2.

O início

Missi teve seu primeiro contato com o esporte ainda na infância. Aos cinco anos já gostava de jogar no campo municipal, no centro da cidade de Ilhota, onde nasceu. Ali também começou sua trajetória no futsal. Com 12 anos foi incentivada por um professor de Educação Física da escola Escola Marcos Konder, a ingressar no esporte. Após se destacar em sua cidade natal, ela jogou pelas equipes de Gaspar e Balneário Camboriú antes de chegar a Unesc, equipe que defendeu por seis anos.

Educação e esporte

Mesmo com os treinos e viagens para jogos, Missi encontrou tempo para estudar e se formou em Educação Física na Universidade. “É sempre complicado conciliar, mas também é prazeroso viver esta experiência. Os professores entendiam as faltas e dificuldades e valia a pena. Sou muito grata pelo incentivo que recebi da Unesc e foi muito bom representá-la”, conta a goleira.

Pela Unesc ela foi bicampeã dos Jogos Universitários Brasileiros, em 2011 e 2012. “Os times de Santa Catarina eram potência no futsal. Nunca chegávamos ao primeiro lugar, até que conquistamos este bi da maior competição universitária nacional”, destaca.

Seleção brasileira


O bom trabalho da goleira foi destaque em todo o país e em 2012 veio a primeira convocação para a Seleção Brasileira. Um ano depois, ela voltou a vestir a camisa verde e amarela para conquistar o primeiro mundial dessa categoria.

Texto: Setor de Comunicação Integrada - Unesc

Vídeo desta notícia

GALERIA DE FOTOS